Skip to content

Queria estar vestida assim

agosto 25, 2011

Parando minha série de artigos um pouco para postar um look liiiiindo, que me deixou babando por um dia de verão! Nancy Zhang captou meu desejo por luminosidade e criou uma produção bem simples: uma saia godê amarelo-canário e um jumper marrom com  estampa localizada de gato, além de oxfords multicoloridos e bolsa básica de tecido!

Eu estou numa missão desesperada anti-consumo, mas quase todo dia devaneio com vestidos, saias e calças amarelas! Já estou ficando preocupada com esta minha nova obsessão (logo eu, que nunca fui muito fã da cor!)!

Let It Shine

agosto 17, 2011

O amarelo ilumina roupas e ambientes. Rejuvenesce. Aumenta a pulsação e a pressão sanguínea. Deixe a luz entrar na sua vida! Por Carla Valois.

Em abril deste ano, a monarquia inglesa sacudiu o mundo com um evento digno dos mais melosos contos de fadas da Disney. O casamento do Príncipe William com a plebéia Kate Middleton, aguardado ansiosamente pela população de todo o globo terrestre, repercutiu nas mais variadas searas da moda. Elizabeth II, rainha há quase 60 anos, surgiu sorridente na Abadia de Westminster a bordo de um conjuntinho amarelo-canário.

Pouco mais de uma semana após as núpcias reais, a Chanel abriu seu desfile de resort 2012 com quatro looks na mesmíssima cor escolhida pela rainha para prestigiar seu neto no mês anterior. Como na moda não se fala em coincidência, mas em tendência, a Burberry Prorsum reafirmou a vontade de deixar a sobriedade de lado e encheu seu resort 2012 de vestidos e trench coats amarelos, em suas mais variadas tonalidades. Na lista entram ainda Emilio Pucci, Emanuel Ungaro, Fendi e Giambattista Valli.

Com avais assim tão impactantes, o amarelo tornou-se desejo imediato das mocinhas mais antenadas e saiu do papel de coadjuvante para protagonizar produções ousadas e cheias de luz. Blake Lively, a mais recente queridinha de Karl Lagerfeld, apareceu na press conference de seu novo filme, Lanterna Verde, com uma produção total yellow da Chloé, assim como Kirsten Dunst, que optou por um modelo da marca francesa na cor mostarda para inebriar os espectadores de Melancolia no festival de Cannes.

Em tempos de color-blocking, a cor amarela, seja em sua variação canário ou mostarda, é perfeita para quem quer ser solar e inesquecível – ao menos por um dia – e cai bem sozinha ou combinada com outros matizes, em especial caramelos e marinhos. De Van Gogh a Goethe, a jovialidade que o amarelo traz deve vir de dentro, afinal não adianta nada estar vestida de luz e não se deixar brilhar.

Perfume Fetichista

agosto 4, 2011

A segunda fragrância mais vendida da história da perfumaria moderna, Angel, de Thierry Mugler, ganha nova versão este mês em Nova York. Por Carla Valois.

Estrela das passarelas nos anos 1980 e 1990, o designer Thierry Mugler andava afastado dos holofotes desde 2003, quando vendeu sua marca homônima para o grupo Clarins. Este mês, no entanto, o francês desembarcou em Nova York para o lançamento da versão Eau de Toilette do perfume Angel, criado originalmente em 1992 e sucesso absoluto de venda até os dias atuais.

O francês, conhecido por sua estética fetichista, largou o mundo da moda para se dedicar à criação de novas fragrâncias e de figurinos para espetáculos teatrais, clipes e shows. “Não havia mais nada na moda que me fascinasse”, afirma Thierry, que recentemente construiu todo o visual de Beyoncé na da turnê I am, além de colaborar com o Cirque du Soleil e estar preparando um musical, descrito por ele como “uma fábula moderna”.

Sobre o trabalho de Nicola Formichetti como novo diretor criativo de sua antiga marca, Mugler é curto e grosso: “Bom, acho que ele é OK. É só isso que posso dizer”. As fãs de Angel – e sua variante masculina A*Men – podem ficar tranqüilas, a nova versão do perfume não veio para substituir a original, que continuará exalando o cheiro doce de baunilha e patchouli pelas capitais mais cool do globo.

Imagem da nova campanha do perfume com a atriz Eva Mendes.

Sangue Novo

agosto 2, 2011

Eles são jovens e já acumulam feitos históricos. Com idades antes impensáveis, Pedro Lourenço, Victoria Ceridono e Bruna Tenório são forças emergentes no cenário fashion nacional e ícones de uma geração precocemente preparada. Por Carla Valois.

      Se até uma década atrás era necessário passar da casa dos 30 para ser levado a sério; hoje, com o advento de novas tecnologias (blackberries, iphones, tablets e uma imensidão de outros nomes “estranhos”), em sua maioria dominadas por cabeças pensantes recém saídas da adolescência, jovens talentos como Pedro Lourenço, Victoria Ceridono e Bruna Tenório são reconhecidamente vozes de peso no protecionista mundinho da moda.

      Pedro Lourenço, antes conhecido apenas como o promissor herdeiro de Glória Coelho e Reinaldo Lourenço, é agora um dos nomes mais badalados das passarelas internacionais. O novo enfant terrible da moda brasileira desenhou sua primeira coleção com apenas 12 anos para a Carlota Joakina, segunda linha de sua mãe, Glória, e com 19 estreou em Paris, na semana de moda mais importante do globo. Por ter nascido no métier, Pedro, que acabou de apresentar sua coleção de resort 2012, precisou mostrar ainda mais sua criatividade e savoir-faire, diferenciando-se do também precioso trabalho de seus pais.

      Enquanto Pedro usa seu potencial para criar, Victoria Ceridono escolheu informar. Formada em jornalismo pela PUC de São Paulo, Victoria começou sua trajetória profissional em 2005, quando conquistou um estágio na sessão de beleza do site Chic, da prestigiada consultora de moda Glória Kalil. De lá para cá, a beauty expert, que é dona de um dos blogs mais acessados do Brasil, tornou-se a mais jovem editora de beleza de Vogue e é referência de estilo para garotas de todo Brasil.

      A top e empresária de 22 anos Bruna Tenório é outra que está dando o que falar. Dona de uma beleza exótica, a morena nascida em Maceió conquistou o Brasil e o mundo. Tendo no currículo campanhas para marcas como Anna Sui, Ralph Lauren, Gap, Kenzo e Lanvin, além de capas de publicações como Vogue, Elle e L’Officiel, Bruna decidiu ir além das passarelas e inaugurou recentemente em sua cidade natal a Sfilata, loja que reúne peças de multimarcas brasileiras e itens vintage encontrados pela modelo em suas viagens internacionais.

      Além da pouca idade, Pedro, Victoria e Bruna têm muito mais em comum. Multifacetados e com talento de sobra, os três prodígios estão apenas no início de suas carreiras, mas já são experientes e maduros, um reflexo da tão comentada geração X. O que o futuro reserva para a moda do século XXI só o tempo poderá dizer, no entanto, de uma coisa pode-se ter certeza: ela está nas mãos destes jovens.

Nascida para Brilhar

agosto 1, 2011

Raquel Zimmermann saiu do interior do Rio Grande do Sul para se tornar uma das maiores tops da atualidade e ícone de toda uma geração. Por Carla Valois.

Louis Vuitton. Gucci. Hugo Boss. Yves Saint Laurent. Chloé. Estas são apenas algumas das campanhas feitas por Raquel Zimmermann no ano de 2011. Há ainda muitas outras, já que a gaúcha de Bom Retiro do Sul é musa de 10 entre 10 estilistas e queridinha das editoras de moda mais poderosas do planeta. No Brasil, Raquel é rosto da Animale e desfila exclusivamente para a marca há mais de cinco temporadas.

Filha de uma costureira e um apicultor, Raquel nasceu em 06 de maio de 1983 e aos 14 anos fez o seu primeiro portfólio. Pouco depois, a taurina mudou-se para São Paulo e estampou as páginas de publicações teen, como a Capricho, além de passar um tempo trabalhando no Japão, acompanhada da mãe. Completados 18 anos, Raquel partiu para Nova York, onde vive até hoje.

Conhecida no métier por seu profissionalismo e sua pontualidade, a modelo de 28 anos é capaz de se transformar a cada trabalho, podendo ir de uma deusa da sensualidade a um ser andrógino, passando por estrelas da música como Janis Joplin e Debbie Harry. A música, aliás, é uma das grandes paixões de Raquel, que coleciona guitarras em sua casa e adora passar os momentos de folga tocando rock n’ roll.

Recentemente, Raquel, considerada modelo ícone pelo site especializado models.com, fez uma participação especial do clipe Born This Way de Lady Gaga, onde ajuda a cantora a dar vida a uma nova geração de little monsters. Assim como ocorre no vídeo, o exemplo de sucesso e dedicação da gaúcha auxilia modelos menos experientes a se portar no concorrido mundo da moda. Afinal, Raquel Zimmermann não é uma simples top, é um ícone e nasceu para brilhar.

P.S.: como ando desmotivada com o blog, vou aproveitar esse espaço para publicar os artigos que tenho escrito para o curso de jornalismo de moda que estou fazendo.

Birds Can Dance

maio 17, 2011

Comecei a trabalhar segunda passada e está dificílimo conseguir tempo e disposição para atualizar o blog, mas hoje decidi fazer um esforcinho e postar um editorial incrível que meus amigos Cristiane Luizão, Mariana Morais, Renan Gaspar e Samantha Sutherland produziram para o Senac!

Fotografia: Victor Affaro

Modelos: Andressa Bonow, Gabriela Velho e Jaqueline Arrabal.

Produção de Moda e Styling: Cristiane Luizão, Mariana Morais, Renan Gaspar e Samantha Sutherland.

Romancing the Day

maio 9, 2011

Bom dia, pessoas lindas! Mais uma segunda-feira e, com ela, um post novinho com as últimas fotos tiradas no belíssimo Museu do Ipiranga em São Paulo (não viu os outros dois editoriais feitos no Museu? Clica aqui e aqui).

Bolsa Arezzo

Vestido Têca

Sandálias Schutz

Top Popup Store

Óculos Chili Beans

Relógio Michael Kors

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.